Tuitando com Tutty Vasques (3)

0

O médico que der alta a Eliseu Padilha corre risco de reencarnar personagem do Jô que dizia “vai pra casa, Padilha”.

Há quem reclame da falta de resultados concretos do Dia Internacional da Mulher, mas nada é tão ineficaz quanto o Dia Mundial Sem Carro.

Entreouvido num salão de beleza de Copacabana: “Até que um grampo não ia mal naquela franja do Donald Trump!”

Imagina só onde é que os pichadores de SP vão arrumar R$ 5 mil para pagar a multa por muro rabiscado? Em crowdfuding é que não vai ser!

BOATO INFAME: A Odebrech não pagou parte da propina destinada ao PT com engradados de cerveja Itaipava. E não se fala mais nisso, ok?

Nem toda indignação é confiável na origem: tem parlamentar no Congresso se perguntando por que diabos nunca levou um puto da Odebrecht.

ERA SÓ O QUE FALTAVA: Aloysio Nunes assumiu o Ministério das Relações Exteriores prometendo dar “vida nova” ao Mercosul. Agora vai!

Um mérito ninguém pode tirar do Crivella: sua ausência foi um dos pontos altos do carnaval no Rio. Essas coisas a oposição não vê – ô, raça!

Papo de carioca na ressaca da Sapucaí:

– Hoje em dia é mais seguro andar de van que de carro alegórico!

– Pode crer!

Pelos cálculos de José Yunes, o volume de R$ 1 mi em dinheiro é o de uma caixa de uísque. Uma cx de uísque todos sabem que tamanho tem, né?

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here