Los Hermanos (1)

0

Por Marcos de Vasconcellos

A corrente migratória portuguesa que zarpou para os Estados Unidos escolheu para se fixar, preferencialmente, a Costa Leste americana e hoje é possível encontrar aldeias de pescadores quase todas habitadas por portugueses no Norte do Estado de Nova York, sendo que muitos trabalham na própria capitai do Estado.

Um amigo meu me contou que assistiu um português já estabelecido como estivador do cais do porto da cidade, instruindo um patrício recém-chegado que estava à cata de trabalho. Cumpre avisar que, pela eficiência, força (carregam o dobro dos outros) e empenho dos galegos, recebem paga dupla, que lá chamam double-pay. Instruções:

— Tu vais até o gate do railroad, procures o boss, diga-lhe que és português que ele te dará double pay.

Por falar em Portugal, há no Aeroporto de Sacavém inúmeros avisos proibindo fumar e, estranhamente, vários cinzeiros espalhados pelas salas de espera. Um amigo, intrigado, resolveu apelar para um policial.

– Pode-se fumar aqui, companheiro?

– Não senhor. É expressamente proibido.

– E por que espalharam cinzeiros por aí?

– É para as pessoas que não perguntam.

Se vocês pensam que é mentira minha, dêem um pulo até o jardim plantado à beira-mar.

Ainda falando sobre o mesmo assunto, lembro que a TV portuguesa, em janeiro de 1985, inaugurou seu sistema de cor, anunciado com alegria pelos locutores.

Primeiro filme exibido: Casablanca.

Os anúncios, porém, eram coloridos.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here