Indiscrição no Sujinho

0

Por Marcos de Vasconcellos

Após cruel desavença com um feroz desafeto de ocasião, na cidade de São Paulo, o ator Paulo César Pereio teve alguns dentes abalados – a maioria entre os mordedores frontais.

Faminto e com numerário deficiente, foi em busca de um restaurante de meia estrela que lhe mitigasse o apetite. Encontrou-o no sujinho “Salada Paulista”, uma casa de pasto popularíssima pela qualidade e pelo preço da comida: desprezíveis, ambos.

Pereio aproximou-se do caixa e, como era muito conhecido na cidade e querendo esconder sua qualidade de pré-desdentado, para livrar a imagem cochichou-lhe o comando, a mão tampando a boca:

– Me vê aí um prato-feito, companheiro. Pede pra caprichar no molho e diminuir a carne. É que estou com uns dentes meio frouxos, sabe como é…

O caixa berrou para a cozinha no outro lado da casa apinhada:

– Ô, Bixiga! Solta aí um PF pro ruço aqui! Carrega no molho que o freguês é só gengiva!

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here