Eleitores fazem fila pra entrar no partido da Liliane

0

Não faltava mais nada: bastou o Partido Popular da Socila (PPS) inventar de ter candidatura própria ao Governo do Estado, na eleição suplementar de agosto, para mais de 5 mil desempregados fazerem fila na porta da agremiação querendo ser cabo eleitoral voluntário, todos eles de olho no partido-tipo-tambaqui-de-casaca da candidata.

O motivo de tanto frisson tem nome e sobrenome: trata-se da jornalista e socialite Liliane Eliakim Araújo, a Lilica do Tambaco, que no ano passado disputou uma vaga de vereadora, na coligação que apoiou o ex-deputado estadual Marceleza Toni Ramos (PR) a prefeito de Manaus, mas acabou levando ferro. Lilica do Tambaco é a primeira mulher a entrar na disputa pelo cargo, nesta eleição fora de época.

A decisão foi tomada em reunião da executiva provisória do PPS-AM, na sede do partido, no bairro Vieiralves, zona Centro-Sul. O presidente da legenda, bancário Guto Rodrigues (codinomes “Elcy Barroso” e “Cantor do BASA”), disse que a candidatura própria é a manifestação do PPS contra as candidaturas que estão postas.

“Não vamos nos aliar a esse quadro que está colocado, por que ele não nos representa. Por isso, resolvemos lançar candidatura própria”, explicou. Oficialmente, segundo ele, a candidatura da Lilica do Tambaco será lançada no dia 14 de junho, dois dias antes do prazo limite para a realização das convenções partidárias para a eleição suplementar.

Um dos primeiros sujeitos a assinar a ficha de cabo eleitoral do PPS, o taxista Dagoberto Roberto foi enfático: “Qual é o doido que não quer entrar no partido de uma morena líndia que nem essa? Se o tambaco dela é assim, imagine o cuiu-cuiu…”

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here