Economia médica para diletantes

0

Por Paulo Mendes Campos

Filósofos modernos ensinam que todas as ações da vida são determinadas, ou pelo menos condicionadas, por situações materiais, econômicas e financeiras. Ora, se isso é verdade, por uma lógica irrefutável, também as ações da morte (ou doenças) sofrem a mesma influência das condições econômicas e financeiras. É mesmo natural que os processos vitais negativos ainda sejam mais intensamente influenciados pela realidade material.

A pressuposição nos levaria a uma reformulação da semiologia (estudo dos sinais da doença) e da etiologia (estudo das causas da doença). A medicina passaria a ser psico-econômico-somática, isto é, um terceiro fator (material) seria considerado nos estados mórbidos de corpo e espírito.

Por exemplo: um indivíduo morre de colapso (aliás, todos os indivíduos morrem de colapso); ora, em frequentes casos, esse colapso pode ter implicações que o levam a ser caracterizado como colapso bancário, ou seja, óbito dos que topam subitamente fechada a única saída (ou entrada): o crédito dos bancos.

Outro mal comum, do mesmo setor, é o choque operatório; a facilidade do crédito leva o indivíduo a sucessivas operações, até a ocorrência da crise, que pode ser definitiva.

Chama-se derrame inflacionário uma doença capaz de longo período incubatório: o indivíduo sofre em consequência de operações realizadas em regime de papel-moeda excessivo.

Contrariamente, a esclerose deflacionária tem por origem as condições restritivas do meio circulante; o endurecimento progressivo dos vasos circulatórios pode ocasionar a morte.

Uma causa mortis frequentíssima é o enfisema popular: devido a uma distensão constante do tecido social, a pessoa começa a fumar muito e a respirar pouco, acabando por falecer de asfixia.

A falência precoce é uma psicopatia financeira produzida pelas mais diversas causas, inclusive as fraudulentas.

Já a concordata pálida tem seus efeitos patológicos atribuídos geralmente a péssimas condições de herança, levando os herdeiros do negócio a um acordo descolorido, que pode ser fatal.

Chama-se cirrose de custo a degenerescência das condições de produção, causando graves atrofias do órgão afetado.

Bloqueio salarial é uma doença coronária, cuja sufocação se deve à diferença entre o orçamento mínimo e o salário máximo, este impropriamente denominado mínimo.

Mal urbano é a crise de apartamento: ocorre quando a pessoa adquire residência própria no peito e na raça, e acaba sem poder pagá-la.

Desajustamento de reajustamento, por sua vez, é quando os recursos financeiros do comprador não se ajustam às necessidades de reajustamento do vendedor, provocando descompasso cardíaco.

Quando a máxima pressão dos preços coincide com a pressão mínima dos meios disponíveis, a pessoa pode morrer de pressão convergente.

Em certas situações, o indivíduo se vê obrigado a escolher entre duas “soluções” fatais: esta é a principal causa da úlcera de Daoudesce; a hematêmese (vômito de sangue) demonstra claramente a perplexidade da vítima.

O que se conhece vulgarmente por mania de grandeza (de padrão de vida também se morre, diz um estudioso) terá nos futuros atestados de óbito o nome de delirium vitae.

A aquisição febril de títulos de procedência duvidosa, ou francamente contaminados, pode causar a febre-título.

Quando você continua a produzir para um mercado que já morreu, pode contrair a doença chamada necrose de consumidor.

Há uma doença que se contrai por amizade: é a virose de amigo do peito, resultante de compromissos assumidos em benefício alheio.

Trauma fazendário é mal de quem deixou de pagar no momento exato (geralmente por desconhecer a legislação) uma importante obrigação fiscal.

Na pressão delfínica, o paciente débil não resiste ao peso das reais exigências da fazenda: morte por dispneia aguda.

Um grave distúrbio de origem medicamentosa é a receita letal.

Carcinoma de agiota ou agiotagem carcinomatosa é tumor produzido por juros altos: mínima taxa de sobrevida.

Cardiosclerose do outro ou transplante de revertério é uma doença singular, em consequência da qual a pessoa definha pelo endurecimento do coração de outro indivíduo (singular e plural ao mesmo tempo).

Endosso senil, doença da idade avançada, produz os mesmos efeitos do endosso infantil.

Hemiplegia de coração ocorre quando você paga com correção monetária e recebe sem ela, paralisando-se pela metade.

Metástase fiscal é óbito devido à insolvência, de pessoa física ou jurídica, em decorrência da falta de recursos internos para fazer face às múltiplas obrigações sociais do fisco.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here