Dicionário de Cearês – Letras J e L

0

Por Marcus Gadelha

Jacaré – Diz-se das pessoas cheias de papo. Queixudas.

Jangada – Barco a vela para pesca em alto mar, feita com seis toras de madeira leve. A jangada é um dos símbolos do Ceará. O jangadeiro o seu maior herói. O Ceará foi a primeira província a libertar os escravos, iniciando com a recusa dos jangadeiros em transportá-los do navio negreiro para terra.

Jegue – O cearense fala “jegue” em vez de “xis” para sorrir na hora da foto.

Jerimum – Abóbora.

João Galamarte – Gangorra.

Joiado – Bonito, bem arrumado, elegante.

Judiação – Maus tratos, tortura.

Jumenta – A jumenta é cultuada no Ceará como uma amante e companheira. Há até uma versão para a música “Último Pau de Arara”: “Enquanto a minha jumenta / tiver o couro e o osso / e puder com o chocalho / pendurado no pescoço / Eu vou tratando da bichinha / é dela que devo tratar / enquanto eu tiver a jumenta / o diabo é quem quer casar”..

Jumento batizado – Pessoa muito bruta. Ignorante.

Jururu – Cabisbaixo, triste.

Lá nas brenha – Lá longe.

Labirinto – Arte em tecido, principalmente nas toalhas de mesa. Os desenhos são obtidos com a retirada de fios do tecido.

Lacraia – Escorpião.

Lai vai! 1. Interjeição de espanto equivalente a “diabeísso!”. 2. Lá vai.

Lai vem – Lá vem.

Lalau – Ladrão, gatuno.

Lambedeira – Faca grande. Peixeira.

Lambedor – Xarope feito com ervas e mel.

Lambisgóia – A outra. A rival. A amante.

Lambuja – Gratificação. “Dar de lambuja”.

Laminha – 1. Polpa de coco bem verdinho. 2. Uns trocadinhos.

Lançamento – Namorada nova.

Lanceio – Piruetas com a pipa (arraia, papagaio, curica).

Landuá – Puçá. Rede em círculo de madeira ou metal para pegar pequenos peixes.

Lapa – Coisa avantajada. “Lapa de coxa”.

Lapada – 1. Dose grande. “Lapada de cana”. 2. Pancada.

Lapingochada – Trepada. Ato sexual.

Las Rugas – Ou Paraíso da Menopausa é como chamavam o restaurante Aquarius, famoso pela seresta e pela maciça presença de cinquentonas.

Lasca o pau! – Expressão de incentivo, torcida. “Manda ver! Bota pra quebrar! Lasca o pau!”.

Lascado – Ferrado. Fodido. Em péssima situação. “Tô lascado”.

Latra – Lata. “Tem cerveja em latrinha?”

Lavagem – Comida ruim. Resto de comida que dão aos porcos.

Lavar a burra – Se dar bem. Dizem que a expressão vem da mineração: lavrar a burra. Burra é um bloco rochoso cravejado de diamantes.

Lebrinar – Chover fino, serenar, neblinar.

Leriado – Palavreado. Floreado. Conversa bonita.

Leruaite – Lero-lero, palavreado.

Lesado – Pessoa lenta, distraída, leso.

Leso – Distraído, lerdo.

Letreca – Cafona.

Levar no pagode – Fazer pouco. Não levar a sério.

Lheguelhé – Sem qualidade, cafona.

Ligar a rádio – Ficar ligado, prestar atenção.

Limpar o salão – Tirar meleca do nariz.

Liseira – Doença crônica devido à falta de dinheiro que provoca a repulsa das mulheres, dos amigos e dos familiares, além de insônia, irritação, bodun, caganeira, pano branco, verruga, impotência sexual, hemorroidas e dor de dente.

Liso – A pior ofensa para um cearense. É muito mais que uma pessoa sem dinheiro, é um completo perdedor. O liso está para o cearense assim como o looser está para o americano.

Listra – Lista.

Lorafôça – Loura a força, que tem cabelo oxigenado.

Loréu – Carro ou coisa velha.

Lorto – Ânus.

Lundu – Mal humor. “Estar de lundu”.

Lunga – Rude, bruto, ignorante. Referência ao Seu Lunga, personagem folclórico do Ceará.

Lustrosa – Bonita. “Mulher lustrosa”.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here