Como carcar uma gatinha gastando apenas R$ 10

0

Desde que o mundo é mundo, gafanhoto, sábado é o dia internacional da safadeza e da sacanagem.  Se você não quer gastar muito, mas quer arrumar uma xoxota pra se divertir, fique atento a essas dicas que com certeza você vai sair do zero a zero e se dar bem. Fique esperto e siga o plano sem vacilações, porque tudo que você precisa para uma noite bem sucedida é de 10 reais e o telefone de alguma gata comível e disponível.

Se você não tiver 10 pilas no bolso, tudo bem. Mas, de repente, você deve ter algum amigo menos falido que a média dos brasileiros que possa te descolar essa pequena ajuda de custo. Caso não tenha, o melhor mesmo a fazer é esquecer os embalos de sábado à noite, mudar seus conceitos sobre amizades e arrumar um bom livro de autoajuda para ficar lendo enquanto o resto da galera está na correria, pegando as gatas nas baladas.

Está comprovado cientificamente que todo sábado, a partir das 21 horas, é o horário em que as mulheres ficam no ápice da carência afetiva, isto é, são acometidas do famoso “furor uterino” e querem dar de qualquer jeito pra qualquer um.

Quando as gatas se encontram nesse estado emocional, elas ficam menos seletivas e mais propensas a fazerem coisas pelas quais vão se arrepender pelo resto da vida, mas isso é problema delas.

Escolhendo a “sortuda do dia”

Todo macho que se preza tem uma penca de mulheres na sua lista de celular, divididas em quatro categorias especificas:

As deploráveis – Mulheres que servem como cano de escape em momentos de crise existencial, guerra civil prolongada e grandes catástrofes naturais, incluindo a terrível “seca do ser (você) tão veredas”.

As pegáveis – Mulheres ideais para um domingo à tarde, um cineminha no shopping center ou uma balada na quinta (quando não se tem futebol na quinta).

As interessantes – Mulheres que podem ser apresentadas em casa, para o resto da família, nos almoços de domingo e que podem ser levadas em motéis de luxo facilmente sem o risco do peso na consciência depois.

As tops da Vila Mamão – Essas, você sabe que nunca vai pegar, mas deixa elas no celular para o caso de obter algum ganho em loterias ou em recebimento de heranças inesperadas.

Para que nosso plano possa dar certo, foque toda sua atenção no grupo dois, o das pegáveis, que eu não vou perder tempo te ensinando a pegar as deploráveis. Afinal de contas, isso você já faz com habilidade e competência, né não?

Vamos lembrar: você só tem 10 reais no bolso! Ligue para a gata e utilize esse modelo de papo furado:

– Alô! Eu gostaria de falar com a Vanessa, por favor!

– É ela mesma!

– Ôi, gata, tudo bem? Tava pensando em fazer alguma coisa diferente hoje, o que qui tu acha de participar?

– Hummm… Tá a fim de fazer o que?

– Sei lá, gata, tô passando por problemas no trabalho, terminei um relacionamento de longo tempo, minha mãe tá com problemas de saúde e meu cachorro tá quase morrendo de fogo selvagem… Eu preciso desabafar com alguém, senão eu vou pirar…

– Meu Deus!!! Nossa, cara, que zica!!!… E eu ainda reclamo da vida… Claro, claro, eu tô aqui tá? Amiga é pra essas coisas…

– Valeu, Vanessinha, eu sempre soube que podia contar com você… Aí, é o seguinte… Você pode vir aqui em casa às sete da noite? Sabe o que é… É que eu não queria ir pra barzinho nem balada, queria ficar no meu cantinho, acho que estou um pouco depressivo, quero mesmo é ficar em casa, conversar com uma amiga, rir um pouco, ouvir The Strokes…

– Tudo bem, lindo, vou sim, nem tinha nada marcado hoje… Sete em ponto eu tô ai. Beijos!

Pronto, você ganhou a mulher. Agora, tudo que você precisa é de um mercadinho próximo de casa, desses que vendem tudo muito barato e estão cheios de promoções.

Investindo

Momentos especiais pedem bebidas especiais. Quer coisa melhor do que uma caipirinha com muito gelo e limão para conversar sobre seus problemas, chorar um pouco, ouvir The Strokes e cair no agrado da gatinha? Não, né? Certifique-se primeiro de que tem açúcar e gelo em casa.

Vamos lá:

Cachaça (garrafa de plástico tipo Corote 1 litro) – R$ 1,50

10 limões – R$ 1,50

Doritos (110 gramas) – R$ 2,95

Camisinha Jontex Ultra (pacote com três) – R$ 2,70

Coca Cola (lata) – R$ 1,35

Investimento total: R$ 10,00

Atenção: torça para ela vir de carro ou ter uma linha de ônibus que passe perto da sua casa, porque esse plano não inclui despesas extras com motoboy ou táxi.

Passo 3 – Dose de Leão

Caipirinha pronta, banho tomado, Doritos em uma bandeja, Coca Cola na geladeira e The Strokes na agulha, espere a garota chegar. Depois dos cumprimentos iniciais, para causar impacto, diga logo de cara:

– Meu Deus, Vanessinha, não lembrava o quanto era bom passar o tempo ao seu lado!

Vá logo servindo a caipira! (lembre-se que o tempo médio para caipira fazer efeito no corpo feminino é de 40 minutos, e você não vai querer que ela durma na sua casa, não é?)

Enquanto ela enche a cara com a caipira, coloque The Strokes pra tocar, vá comendo Doritos discretamente e bebendo Coca Cola, pois é uma questão de tempo para sua história sobre a doença na pata do seu cachorro arrancar lágrimas de sua vítima.

40 minutos se passaram e a menina já está chaparral. É hora do último movimento das pedras antes do cheque mate avassalador.

Passo 4 – Grande Finale.

Muita atenção nesse momento: qualquer vacilo e todo o investimento cai por terra.

Certifique-se de que a gata ainda não entrou em coma alcóolica, já que você não é necrófilo.

Se ela estiver falando alto, trocando as letras e repetindo seguidamente o mesmo assunto como um disco furado, aleluia, Gretchen!, a moleca está no ponto ideal do abate.

Você tem duas opções: convida a gata para um banho relaxante a dois (afinal a cidade está cada dia mais quente e um banho relaxante seria o ideal para o horário e o estado etílico da doida).

Ou você diz que escreve romances policiais estilo pulp fiction, têm alguns em um caderno espiral no seu quarto e pergunta se ela não quer descobrir o crime da mala, antes de colocar a peruca no Kojac…

Nesse momento crítico, eu apelaria para opção dois, mas em nosso tutorial esse é o único momento em que você vai ter de decidir o que fazer sozinho.

Depois é só encaçapar e correr para o abraço. Ou não!

 

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here