Brasil vai exportar pastel para a China

0

Numa genial manobra de comércio internacional, o Brasil S. A. conseguiu assinar um contrato bilionário para a remessa diária de pastéis para a República Popular da China. Essa brilhante armação comercial só foi possível graças à recente mudança de rumo na economia chinesa, que fez uma opção preferencial pela modernidade e abandonou a fabricação de produtos tradicionais como o pastel e o incenso, gradativamente substituídos pelos modernos Big Mac e maconha.

Com isso, o nosso querido Brasil brasileiro provou mais uma vez que é o bam-bam-bam da esperteza, da malandragem e da malemolência. Até o final do ano serão exportados para a terra de Bruce Lee 800 milhões de pastéis de carne, 600 milhões de pastéis de queijo, 500 milhões de pastéis de palmito e 1 trilhão de pastéis de vento.

Por outro lado, ao tentar resolver o problema de manter o produto aquecido até o seu destino, o Brasil, em mais uma jogada esperta, reativou a nossa querida e decadente indústria naval, que foi obrigada a construir, rapidinho e nas coxas, uma enorme frota de cargueiros-quentinha pra viagem.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here