Big Bang à manga rosa

0

Considerado o “Rei do Carimbó”, o compositor paraense Aurino Quirino Gonçalves, o Pinduca, encontrou o compositor Pedrinho Ribeiro em Santarém, em 1997, e disse que queria gravar uma toada em que fossem homenageados os bois de Parintins.

Uma semana depois, Pedrinho lhe enviou a toada “Selva Encantada”, de sua autoria, que Pinduca gravou e fez um razoável sucesso no Estado do Pará. O compositor parintinense, entretanto, não recebeu um centavo de direitos autorais.

Em 2000, Pedrinho Ribeiro e Chico da Silva estavam em Belém (PA), para cobrar do PT os direitos autorais pela utilização indevida da música “Vermelho”, de Chico da Silva, nos programas eleitorais do partido.

Enquanto o nó não era desatado, os dois passavam as tardes na Pensão 77, lendo revistas de mulher nua ou conversando sobre as toadas de Parintins.

Numa dessas tardes, Chico da Silva, que estava deitado em uma “baladeira”, interrompeu a leitura que fazia de uma revista Playboy, se sentou na beira da rede, ajeitou os óculos e fuzilou:

– Naquela tua música, que foi gravada pelo Pinduca, há um equívoco…

Pedrinho tomou um susto:

– Equívoco?! Onde?

Chico da Silva lhe estendeu o violão e falou:

– Quer ver, toca ela aí…

Pedrinho começou a dedilhar o violão e cantar: “No meio da selva encantada/ apareceu a ilha Tupinambarana/ e o povo parintintim…”

– Taí o equívoco, taí o equívoco! – disparou Chico da Silva, interrompendo a cantoria. – A ilha não apareceu… A ilha já estava lá…

Marxista empedernido, Pedrinho Ribeiro não se deu por vencido.

– Como assim já estava lá? Olha, Chico, eu não acredito nesse papo de criação vendido pela Bíblia. Isso é conversa pra boi dormir. Aliás, você já deve ter olhado para o céu e perguntado: de onde vieram os planetas, o Sol, as estrelas? Ou olhado para a Terra e perguntado: de onde vieram as rochas, os animais, as plantas, os seres humanos? Pra mim, tudo o que existe no universo veio de uma bolha que, há cerca de 10 ou 20 bilhões de anos, surgiu em um tipo de “sopa” quentíssima e começou a crescer, até explodir, dando origem a toda a matéria que conhecemos. Essa bolha era formada de partículas de luz, os fótons, e de outras partículas minúsculas, que se criavam e se destruíam o tempo todo. Essas partículas foram se juntando e formando átomos cada vez mais pesados. Os primeiros átomos que surgiram foram os de hidrogênio e os de hélio. Esses elementos se misturaram, formaram nuvens e uma parte delas gerou as estrelas. As estrelas deram origem aos planetas, que inicialmente eram muito quentes. A Terra, por exemplo, não tinha água líquida quando se formou. Foram necessários milhões de anos para que se resfriasse. Isso permitiu a formação de rios e oceanos, nos quais os cientistas acreditam que apareceram as primeiras formas de vida, e a partir das quais vieram os bichos, as plantas e o homem. E também foi assim que apareceu a ilha Tupinambarana. Então, porra, a minha letra não tem nenhum equívoco!

Chico da Silva ajeitou os óculos de novo e comentou:

– Porra, meu irmão, agora você viajou pra caralho… Essa tua maconha era da boa!… Só podia ser do tipo manga-rosa com camarão gigante, prensada na ilha de Alcântara, no Maranhão…

Aí, se deitou na rede e voltou a ler a sua revista Playboy.

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here